Fabio Laham Morello

Arquiteto formado pela PUC-Campinas, com mestrado em Habitação pelo IPT, de São Paulo, Fabio Laham Morello trabalha como professor da faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Uniso, orientando pesquisas nas áreas de projetos de edificações. Também atua como sócio e coordenador de projetos na CLM+Arquitetos, desenvolvendo trabalhos nas áreas residencial, comercial e corporativa. O profissional busca aliar os conhecimentos de sua formação acadêmica com as técnicas da faculdade e a prática comercial do escritório, para desenvolver projetos que unem eficiência ambiental e as melhores técnicas e materiais, atendendo as necessidades do cliente.

O projeto

Inicialmente, foi feito um levantamento da situação do terreno: uma bela esquina, totalizando 1.080 m², com cerca de 20 m x 50 m. A área tem um declive, sendo o ponto mais alto a sua esquina e cai, aproximadamente, 3,50 m no alinhamento das suas duas laterais, fechando com essa queda no fundo do lote.

Desta forma, primeiramente, ficou entendido que a residência, de 400 m², precisaria ter ocupação no nível mais baixo do terreno, já que, pela sua dimensão, não seria possível fazer algum tipo de aterramento para nivelar pelo ponto mais alto. Como nas regras do condomínio os recuos frontais são bastante generosos, decidiu-se trabalhar a casa em dois níveis. No nível mais baixo, por meio das laterais, é feito o acesso para a cozinha e as áreas de serviço, social e de lazer. A parte da residência onde ficam as quatro suítes está acima da área social, apoiada sobre pilares de um lado e sobre o terreno original na parte da esquina, onde o lote se nivela com esse trecho da rua, diminuindo, assim, a necessidade de muitas alterações e, consequentemente, de grandes movimentações de terra.

Para a implantação da construção, foi observada a insolação. Buscando-se o melhor conforto ambiental, os dormitórios foram voltados para o Leste (nascer do Sol) e a área de serviço, para o sol da tarde (Oeste). A área social abraça a de lazer, formando um pátio aberto no meio do terreno e deixando a piscina pegando sol o dia todo. Todas as áreas internas da casa que recebem o sol da tarde são protegidas por brises, que ajudam na climatização natural. Também foram previstas aberturas em ambos os lados das salas, possibilitando uma ventilação cruzada, o que proporciona um melhor conforto térmico. Trata-se de uma residência eficiente em termos construtivos, que busca proporcionar espaços confortáveis, fluidos e integrados com a natureza, aliando os aspectos estéticos a uma linguagem arquitetônica contemporânea.

Imagens
da mostra
Clique para ampliar

www.clmarquitetos.com

fabio@clmarquitetos.com

(15) 99101-6522 • 3411-7222